Poluição do ar traz consequências graves para a saúde, alerta OMS.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a poluição está relacionada a 36% das mortes por câncer de pulmão.

O estudo constatou, ainda, que 92% da população mundial vive em áreas com qualidade do ar inferior aos padrões recomendados. Além disso, uma a cada nove mortes no planeta estão relacionadas às interferências nocivas no meio ambiente.

Para chegar a essa conclusão, a OMS fez uma parceria com a Universidade Bath, do Reino Unido, e utilizou uma tecnologia que obtêm dados por meio de sensores de monitoramento terrestre e de movimentação do ar instalados em satélites.

No Brasil, São Paulo e grande parte do estado do Mato Grosso, por exemplo, registram poluição atmosférica mais alta que o recomendado pela OMS.

Entre as principais razões para o agravamento dessa poluição estão as atividades industriais: a queima de carvão e madeira, os sistemas de transporte antiquados e ineficientes e a incineração de lixo.

Fonte: Carta Capital.