Programação

Dia #1 – Manejo Ventilatório & Monitorização do Paciente com Insuficiência Respiratória

08:00 – 12:30 – Manejo Ventilatório & Monitorização (todas as sessões são de 30 minutos de apresentação + 10 minutos de perguntas e respostas)

08:00 – 08:40 – Lesão pulmonar induzida pelo ventilador (VILI)  – Mecanismo e prevenção
08:40 – 09:20 – Manejo ventilatório do paciente com obstrução grave
09:20 – 10:00 – Causas de dissincronia paciente-ventilador
10:00 – 10:30 – Intervalo
10:30 – 11:20 – Capnografia Volumetrica
11:20 – 11:50 – Novos modos de monitorização – Água extravascular pulmonar, atividade elétrica do diafragma e…
11:50 – 12:30 – Papel da imagem na monitorização do paciente com insuficiência respiratória
12:40 – 13:50 – Sessões de almoço
14:00 – 16:30 – Três sessões simultâneas (A,B e C) – (todas as sessões são de 30 minutos de apresentação + 10 minutos de perguntas e respostas)

Sessão A – Estratégias ventilatórias para proteção pulmonar
14:00 – 15:10 – Debate pró-contra – Devemos usar ventilação protetora para pacientes sem síndrome do desconforto respiratório agudo (SDRA)?
Pró (20 minutos), Contra (20 minutos) e réplicas breves
15:10 – 15:40 – Como a pressão de distensão deve conduzir os ajustes ventilatórios?
15:40 – 16:30 – Qual a PEEP ideal e quando devemos realizar manobras de recrutamento?

Sessão B – Princípios da ventilação não invasiva (VNI)
14:00 – 14:40 – Uso de VNI em doenças obstrutivas
14:30 – 15:10 – VNI ou alto fluxo de oxigênio –como escolho?
15:10 – 15:40 – Monitorização de paciente em VNI
15:40 – 16:30 – Escolha da melhor interface

Sessão C – Populações específicas com insuficiência respiratória
14:00 – 14:40 – Cuidando de dois ao mesmo tempo –ventilação mecânica em grávidas
14:30 – 15:10 – Estratégias para o cuidado de pacientes obesos
15:10 – 15:40 – Ventilação mecânica no intra e pós-operatório
15:40 – 16:30 – Cuidado do paciente neurológico
16:30 – 18:00 – Demonstrações ao vivo no laboratório
Balão esofágico
Água extravascular pulmonar
Tomografia por impedância elétrica

Dia #2 – SDRA

08:00 – 12:30 – SDRA (todas as sessões são de 30 minutos de apresentação + 10 minutos de perguntas e respostas)

08:00 – 08:40 – 50 anos de SDRA
08:40 – 09:20 – Diagnóstico da SDRA: por que é tão difícil e como melhorar?
09:20 – 10:00 – Princípios da ventilação protetora
10:00 – 10:30 – Intervalo
10:30 – 11:20 – Princípios da posição prona – quando e como
11:20 – 11:50 – Quando usar bloqueador neuromuscular?
11:50 – 12:30 – Manobras de recrutamento e titulação da PEEP
12:40 – 13:50 – Sessões de almoço
14:00 – 16:30 – Três sessões simultâneas (A,B e C) – (todas as sessões são de 30 minutos de apresentação + 10 minutos de perguntas e respostas)

Sessão A –Tratamentos adjuntos para SDRA
14:00 – 14:40 – Corticosteroides:  Ainda há lugar no tratamento da SDRA?
14:30 – 15:10 – Por que não usamos estratégia conservadora de fluidos mais frequentemente?
15:10 – 15:40 – Vasodilatadores pulmonares – existe papel no manejo da SDRA?
15:40 – 16:30 – Pressão Transpulmonar na titulação da PEEP

Sessão B – Novos modos de ventilação mecânica
14:00 – 14:40 – Quando devemos usar ventilação com liberação de pressão nas vias aéreas?
14:30 – 15:10 – PAV-Plus
15:10 – 15:40 – Qual o melhor paciente para ventilação assistida ajustada neuralmente (NAVA)?
15:40 – 16:30 – Princípios do volume controlado com pressão regulada e do  volume suporte

Sessão C – Manejo ventilatório avançado
14:00 – 14:40 – Como usar as curvas do ventilador para detectar assincronia?
14:30 – 15:10 – O que fazer quando há assincronia de fluxo ou de ciclagem?
15:10 – 15:40 – Meu paciente tem esforços perdidos
15:40 – 16:30 – Impacto da assincronia em desfechos clínicos
16:30 – 18:00 – Demonstrações ao vivo no laboratório
Ventilação com pulmão aberto (open lung ventilation)
Ventilação com frequências moderadamente altas e eliminação de CO2
Manejo de assincronias

Dia #3 – Pós-UTI Care & Outros Tópicos

08:00 – 12:30 – Três sessões simultâneas (A,B e C) – (todas as sessões são de 30 minutos de apresentação + 10 minutos de perguntas e respostas)

Sessão A – Mobilização
08:00 – 08:40 – Fraqueza adquirida na UTI & polineuromiopatia do doente crítico:  Epidemiologia, Diagnóstico e Patogênese
08:40 – 09:20 – Mobilização precoce na UTI: revisão da evidência
09:20 – 10:00 – Iniciação à mobilização na UTI:  Como fazer
10:00 – 10:30 – Intervalo
10:30 – 11:20 – Quais são as barreiras à mobilização e como superá-las
11:20 – 11:50 – Quais são os desfechos corretos a se medir?
11:50 – 12:30 – Disfunção da deglutição:  o papel do fonoaudiólogo no time multidisciplinar

Sessão B – Oxigenação por membrana extracorpórea (ECMO)
08:00 – 08:40 – Princípios da ECMO venovenosa
08:40 – 09:20 – ECMO deve ser utilizada em SDRA grave? Revisão da literatura
09:20 – 10:00 – Quando utilizar ECMO venoarterial?
10:00 – 10:30 – Intervalo
10:30 – 11:20 – Monitorização do paciente em ECMO:  o que observar e quando agir
11:20 – 11:50 – Manejo ventilatório do paciente em ECMO: como e quando desmamar a ECMO
11:50 – 12:30 – Qual o futuro da ECMO: novos papeis e indicações

Sessão C – Consequências de longo prazo no doente crítico
08:00 – 08:40 – Qualidade de vida no pós-UTI
08:40 – 09:20 – Alterações psicológicas e cognitivas no pós-UTI
09:20 – 10:00 – Papel da medicina paliativa na UTI
10:00 – 10:30 – Intervalo
10:30 – 11:20 – Impacto da UTI nos familiares
11:20 – 11:50 – Ambulatório pós-UTI e seu papel na recuperação
11:50 – 12:30 – Burnout nos profissionais de terapia intensiva
12:40 – 13:50 – Sessões de almoço
14:00 – 16:30 – Três sessões simultâneas (A,B e C) – (todas as sessões são de 30 minutos de apresentação + 10 minutos de perguntas e respostas)

Sessão A – Sedação, Delirium & Liberação do ventilador
14:00 – 14:40 – Despertar diário, sedação leve ou ambos?
14:30 – 15:10 – Como diagnosticar e prevenir delirium?
15:10 – 15:40 – Como realizar testes de respiração espontânea?
15:40 – 16:30 – Doente crítico crônico – desmame a longo prazo

Sessão B – Complicações da ventilação mecânica
14:00 – 14:40 – Barotrauma – é possível evitar?
14:30 – 15:10 – Pneumonia Associada a Ventilação Mecânica: epidemiologia, prevenção e tratamento
15:10 – 15:40 – Manejo hemodinâmico durante ventilação mecânica
15:40 – 16:30 – Distúrbios do sono na UTI

Sessão C – Princípios do manejo de vias aéreas e secreções
14:00 – 14:40 – Meios mecânicos de remover secreções
14:30 – 15:10 – Estratégias manuais de limpeza das vias aéreas
15:10 – 15:40 – Quando considerar traqueostomia
15:40 – 16:30 – Manejo do derrecrutamento pulmonar durante aspiração de vias aéreas e outros procedimentos
16:30 – 18:00 – Cerimônia de encerramento
Qual o futuro do tratamento de paciente com SDRA? (Moss – Gattinoni – Amato – Kacmarek)
I) Biomarcadores e tratamento individualizado – Slutsky
II) Ventilação mecânica invasive e não-invasiva – Brochard